Performance Web: Otimização do header.php no WordPress

Para quem utiliza o WordPress como plataforma existe uma estratégia (mais puxado para gambiarra, mas ajuda) para reduzir ainda mais os request de página.

Como todo gerenciador de conteúdo, o WordPress possui funcionalidades para que qualquer pessoa possa configurá-lo a seu gosto através do painel administrativo. Para isso ocorrer, o sistema precisa fazer requisições ao banco de dados para exibir na página, por exemplo, o nome do site e sua configuração de linguagem.

Essas chamadas ao banco de dados resultam em algumas requisições que podem facilmente ser descartadas para acelerar o tempo de carregamento da página. Porém, é preciso ter cuidado com esta ação, pois envolve mexer diretamente no código do sistema, e eventuais erros podem danificar o funcionamento correto do seu site.

Se você estiver disposto a realizar este procedimento no seu site é por sua conta e risco, ok?

Utilizando o nosso site de exemplo vamos na área edição no menu Aparência e procurar pelo arquivo header.php, no qual poderemos ver o código que “constrói” a seção header (topo) do nosso site.

otimizacao-header

Nesta área podemos observar que entre as tags HTML temos códigos PHP que realizam as tais chamadas ao banco de dados para personalizar a página com as informações do meu site.

A ideia então é substituir esses trechos de código PHP pelo conteúdo que virá do banco de dados. Por exemplo:

Substitui o trecho:

<title>
 <?php
 if(is_home() ) {
 echo bloginfo('name');
 echo " | ";
 echo bloginfo('description');
 }
 else
 {
 bloginfo('name');
 wp_title("|", true);
 }
 ?>
 </title>

Por apenas este:

<title>Etec João Maria Stevanatto | Ensino técnico de qualidade</title>

O resultado final para o usuário será o mesmo, mas dessa forma o servidor web não precisará executar essa instrução PHP e fazer a chamada ao banco de dados para preencher o conteúdo da tag <title>.

Para não correr o risco de errar na edição do código copiei diretamente o HTML gerado no navegador utilizando a opção “Exibir código fonte da página”.

Continue lendo esta série no artigo Diferença entre cache de navegador e server cache

Performance Web: Otimização do header.php no WordPress
Rolar para o topo